Internacional Presidente uruguaio quer acolher crianças refugiadas da Síria

Presidente uruguaio quer acolher crianças refugiadas da Síria

Mujica lançou a proposta que está sendo estudada pelo governo

  • Internacional | Ansa

Presidente uruguaio tem virado notícia com suas propostas revolucionárias

Presidente uruguaio tem virado notícia com suas propostas revolucionárias

AP Photo/Matilde Campodonico

O governo uruguaio está estudando a possibilidade de receber entre 50 e 70 refugiados sírios, em sua maioria crianças com menos de 8 anos de idade, que estão em um campo em Zaatari, na Jordânia.

O projeto foi estudado pelo Conselho de Ministros no começo dessa semana, após o o presidente do Uruguai, José Mujica, lançar a proposta.

Bombardeio contra escola em Aleppo deixa pelo menos 18 mortos

"Todos vemos essas coisas na televisão e o que é mais impressionante é a quantidade inacreditável de crianças que são abandonadas nesses campos de refugiados ao redor da Síria", disse Mujica em rede nacional.

"Será que não podemos assumir que temos uma responsabilidade como sociedade?", se perguntou o mandatário, que também já se ofereceu para receber 5 ou 6 presos atualmente detidos na base militar dos EUA em Guantánamo, em Cuba.

Dados não oficiais apontam que ao menos 150 mil pessoas foram vítimas do conflito político no país, que teve início em março de 2011.

Calcula-se ainda, de acordo com informações das Nações Unidas, que cerca de 6,5 milhões de sírios tenham deixado a nação, geralmente procurando abrigo nos países vizinhos. 

Ofensiva contra al Qaeda no Iêmen mata insurgentes 'brasileiros'

Investigação de jornal britânico comprova que Assad usou armas químicas em confrontos na Síria

Últimas