Preso é morto durante confusão em presídio no Paraguai

Segundo o Ministério da Justiça, detento paraguaio foi atingido com arma branca por outros presos. Caso acontece um dia após segurança ser reforçada

Preso morreu durante confusão em penitenciária

Preso morreu durante confusão em penitenciária

Reprodução/Google Maps

O preso paraguaio Alexander Benítez morreu durante um suposto princípio de motim, na manhã desta segunda-feira (20), na Penitenciária de Misiones, em San Juan Bautista, no Paraguai.

De acordo com o Ministério da Justiça do país vizinho, a polícia e agentes penitenciários atuavam nos pavilhões B e C da penitenciária quando presos iniciaram uma confusão com gritos e queima de colchões. No meio do tumulto, o preso teria sido atingido com arma branca por outros detentos e morreu.

Segundo imprensa local, a vítima pertence ao grupo criminoso Clã Rotela, que é o principal rival da facção criminosa brasileira PCC (Primeiro Comando da Capital) no comércio de entorpecentes no Paraguai.

Leia também: Brasil reforça segurança na fronteira após fuga de presos do PCC

Ainda segundo a pasta, a polícia e os agentes penitenciários agiram rapidamente para acabar com o motim. Durante as buscas no presídio após a confusão, apenas bebidas alcoólicas foram localizadas e apreendidas.

O caso aconteceu um dia depois que 75 presos (40 brasileiros e 35 paraguaios) fugiram da Penitenciária de Pedro Juan Cabelleiro. A distância entre os presídios é de mais de 600 km.

Desde a fuga, o Paraguai reforçou a segurança nos presídios do país, com cuidado em especial nas penitenciárias que recebem presos do PCC.