Internacional Putin não espera 'grandes avanços' em cúpula com Biden na Suíça

Putin não espera 'grandes avanços' em cúpula com Biden na Suíça

Presidente russo destacou que, apesar das diferenças, tratará de interesses em comum com o presidente dos EUA em Genebra

  • Internacional | Da EFE

Putin vai participar de cúpula com Joe Biden no próximo dia 16, na Suíça

Putin vai participar de cúpula com Joe Biden no próximo dia 16, na Suíça

Vladimir Smirnov / Sputnik - Kremlin Pool via EFE - EPA - 4.6.2021

O presidente da Rússia, Vladimir Putin, disse nesta sexta-feira (4) que não espera "grandes avanços" na cúpula a ser realizada no dia 16, em Genebra, com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

Leia também: Biden promete defender direitos humanos em reunião com Putin

Em entrevista para as principais agências de notícias internacionais, incluindo a Efe, Putin enfatizou que os dois países, apesar das discordâncias, têm interesses em comum e que ele está confiante que a cúpula com Biden será construtiva.

Entre as áreas de interesse comum, o chefe do Kremlin citou a solução de problemas ambientais, segurança estratégica e a dissolução de uma série de crises regionais.

"Isso é muito importante, porque tem a ver com a segurança de nossos países", afirmou Putin, além de destacar, por exemplo, que a crise no Oriente Médio "leva ao crescimento do terrorismo".

"(Isso é) muito perigoso para todos, para os Estados Unidos, para a Rússia, para a Europa, para outras regiões do mundo", acrescentou.

Putin enfatizou a importância da segurança estratégica e garantiu que a Rússia não quer "assustar ninguém" com seus novos armamentos.

"Sim, estamos desenvolvendo esses armamentos e conseguimos certos resultados", disse o mandatário, para quem a Rússia está um passo "à frente" de outros países.

Ele também admitiu que os Estados Unidos e outras potências logo alcançarão resultados semelhantes, e portanto "é melhor pensar em como vamos viver juntos"

Últimas