Crise na Venezuela
Internacional Quatro pessoas morreram em confronto na fronteira com Brasil

Quatro pessoas morreram em confronto na fronteira com Brasil

Militares da Guarda Nacional Bolivariana atacaram população da cidade de Santa Elena de Uairén, que pedem entrada de ajuda humanitária 

Pelo menos 24 pessoas ficaram feridas em confronto

Pelo menos 24 pessoas ficaram feridas em confronto

REUTERS/William Urdaneta 23.02.2019

Quatro pessoas morreram e pelo menos 24 ficaram feridas no confronto entre a Guarda Nacional Bolivariana e habitantes de Santa Elena de Uairén, cidade fronteiriça com o Brasil, segundo informações do Foro Penal venezuelano. O conflito aconteceu na sexta-feira (22), quando os policiais reprimiram os moradores da cidade, que são a favor da entrada de ajuda humanitária na Venezuela.

Os feridos estão sendo tratados no hospital de Santa Elena de Uairén, mas outros cinco venezuelanos foram transferidos para o hospital geral de Roraima, no Brasil, em estado grave. Segundo a Secretaria Estadual de Saúde de Roraima, eles serão tratados em Boa Vista, capital do estado. 

Além do confronto na fronteira com o Brasil, também foi reportado casos de repressão policial com manifestantes na fronteira com a Colômbia. Depois da ordem de Nicolás Maduro em bloquear o acesso com o país vizinho, voluntários tentaram atravessar a ajuda humanitária mesmo assim.

Na ponte Simon Bolívar, os mantimentos foram levados de mão em mão, enquanto na ponte Francisco de Paula Santander, os caminhões pegaram fogo e venezuelanos enfrentaram os militares. A operação na ponte Tienditas foi suspensa.