Internacional Recomeça resgate de meninos em caverna na Tailândia; o que sabe até agora

Recomeça resgate de meninos em caverna na Tailândia; o que sabe até agora

Quatro meninos já foram retirados da câmara na primeira etapa da operação e estão sendo examinados em hospital

Antes do reinício, estoque de oxigênio precisou ser reposto

Antes do reinício, estoque de oxigênio precisou ser reposto

Linh Pham/Getty Images - 08.07.2018

Mergulhadores retomaram nesta segunda-feira a operação de resgate dos nove integrantes do grupo ainda preso em um complexo de cavernas na Tailândia.

Quatro dos meninos foram retirados no domingo e encaminhados a um hospital local – segundo autoridades, eles estavam "em perfeitas condições". Restam agora oito garotos, além do técnico do time de futebol ao qual pertencem.

Noventa mergulhadores estão envolvidos na operação de resgate – 40 tailandeses e 50 estrangeiros. A missão havia sido pausada durante a noite para os tanques de ar serem substituídos. Ela é considerada de alto risco, e foi antecipada devido ao perigo de as águas voltarem a subir com chuvas que voltaram a atingir a área.

Fontes que acompanham a operação informaram que os mergulhadores voltaram a entrar na caverna entre as 10h e as 11h, no horário local.

O grupo está preso na caverna desde o dia 23 de junho, depois que fortes chuvas inundaram a caverna e bloquearam a saída do local. Os 12 meninos e o técnico foram encontrados por mergulhadores na semana passada. Eles estavam famintos, mas sem ferimentos graves.

A jornalista da BBC em Sidney Frances Mao disse que a Austrália enviou uma equipe de especialistas e de mergulhadores da polícia para auxiliar a operação.

Um dos especialistas em mergulho em cavernas, o médico anestesista Richard Harris recomendou que os meninos em pior condição de saúde fossem retirados primeiro, sugestão da diferente da inicialmente apresentada de retirar os mais fortes até que os mais fracos se recuperassem dentro da própria caverna antes da operação.

O anestesista, com experiência em emergências, tem mais de 30 anos de experiência de mergulho e já liderou resgates em cavernas, segundo o jornal Adelaide Advertiser.

Não há informações, no entanto, sobre a identidade dos quatro meninos resgatados até agora.