Novo Coronavírus

Internacional Reino Unido espera imunizar maiores de 50 anos até maio

Reino Unido espera imunizar maiores de 50 anos até maio

Governo britânico afirmou que quase mil vacinas contra a covid-19 estão sendo administradas por minuto

  • Internacional | Da EFE

Se tudo der certo, em breve os britânicos acima de 50 anos poderão respirar aliviados

Se tudo der certo, em breve os britânicos acima de 50 anos poderão respirar aliviados

Neil Hall/EFE

O responsável do governo britânico pelas vacinas contra a covid-19, Nadhim Zahawi, disse neste domingo (7) estar confiante que toda a população com mais de 50 anos do Reino Unido será imunizada até maio e que quase mil vacinas estão sendo administradas por minuto.

"Estou confiante de que atingiremos nossa meta até meados de fevereiro para vacinar os quatro grupos mais vulneráveis e também cumpriremos o objetivo (de imunizar) os grupos de um a nove até maio", declarou Zahawi em entrevista à emissora britânica BBC.

Até a última sexta-feira (5), quando um porta-voz das autoridades também se manifestou nesse sentido, a previsão do governo era vacinar os nove grupos prioritários até a primavera no hemisfério norte, ou seja, antes do fim de junho.

"É uma meta difícil porque muitas pessoas que são clinicamente extremamente vulneráveis têm que ser contatadas por seus médicos e algumas não podem se deslocar", admitiu o funcionário do governo, que afirmou que alguns reforços podem ser necessários para combater as diferentes variantes do vírus SARS-CoV-2.

Testes mais rápidos

As observações do chefe de vacinação coincidiram com um anúncio feito neste domingo pelo governo britânico de que testes mais rápidos de coronavírus serão disponibilizados em locais de trabalho para funcionários que não têm a opção do teletrabalho (home office) durante o confinamento. Tais testes, que serão disponibilizados a empresas com mais de 50 funcionários, poderão produzir resultados em menos de 30 minutos.

"Quando você considera que cerca de um em cada três cidadãos tem o vírus e não apresenta sintomas e poderia infectar outros sem saber, torna-se claro por que é tão essencial concentrar-se nos testes para aqueles que estão assintomáticos", comentou o secretário de Estado da Saúde, Matt Hancock.

De acordo com os últimos números oficiais, divulgados no sábado (6), o Reino Unido já teve 112.192 mortes por covid-19 desde o começo da pandemia.

Últimas