Reino Unido

Internacional Reino Unido teve recorde de mortes por uso de drogas em 2020

Reino Unido teve recorde de mortes por uso de drogas em 2020

Quase metade das mais de 4,5 mil overdoses registradas foram de opiáceos, enquanto mortes por cocaína aumentaram 9,7%

AFP
Reino Unido registrou recorde de mortes por overdose em 2020

Reino Unido registrou recorde de mortes por overdose em 2020

Pixabay

Inglaterra, Gales e Escócia registraram no ano passado um recorde de overdoses fatais, segundo estatísticas oficiais que envolvem cocaína e os opiáceos. 

Em 2020, foram registradas 4.561 overdoses mortais na Inglaterra e Gales, o que representa uma taxa de 76,7 por milhão de habitantes, 3,8% a mais que 2019, informou nesta terça-feira (3) o Escritório Nacional de Estatísticas (ONS).

Quase metade dessas overdoses foram de opiáceos, enquanto as mortes por consumo de cocaína aumentaram 9,7%. 

"Esta tendência geral deve-se principalmente às mortes relacionadas com os opiáceos, mas também ao aumento das mortes relacionadas com outras substâncias, como a cocaína", explicou a ONS.

A taxa de mortes relacionadas ao uso indevido de drogas apresenta uma divisão "marcada" entre o norte e o sul da Inglaterra. 

O nordeste, região desfavorecida, registra o maior aumento, enquanto Londres registra as taxas mais baixas.

A ONS, consultada pela AFP, afirmou que é muito cedo para avaliar o efeito dos confinamentos repetitivos pelo coronavírus sobre esta tendência.

A Escócia, que tem a taxa de morte por overdose mais alta da Europa, anunciou na semana passada que mais de 1.300 pessoas morreram em 2020 depois de terem consumido drogas. 

Este número não para de aumentar há sete anos, apesar dos esforços das autoridades. 

Últimas