Internacional Repórter e cinegrafista são mortos ao vivo em tiroteio; Veja o vídeo

Repórter e cinegrafista são mortos ao vivo em tiroteio; Veja o vídeo

Barulho dos tiros e gritos da repórter puderam ser ouvidos durante a transmissão

Repórter e cinegrafista são mortos em tiroteio ao vivo

Atirador apareceu na filmagem e está sendo procurado pela polícia

Atirador apareceu na filmagem e está sendo procurado pela polícia

Reprodução/ Newsweek
Repórter estava entrevistando uma mulher quando o tiroteio começou

Repórter estava entrevistando uma mulher quando o tiroteio começou

Reprodução/ Youtube

Dois jornalistas do canal WBDJ, que transmite para o estado norte-americano da Virginia, morreram baleados durante uma transmissão ao vivo na manhã desta quarta-feira (26). O caso aconteceu durante uma entrevista de rotina na cidade de Moneta.

A WBDJ confirmou que a jornalista Alison Parker e o cinegrafista Adam Ward morreram no incidente. Já a ABC News divulgou que uma terceira pessoa tambpem teria morrido no ataque.

A polícia identificou o suspeito dos disparos como o ex-repórter do canal WBDJ, Lester Lee Flanighan, que também responde pelo nome de Bryce Williams. As autoridades estão perseguindo o homem neste momento.

O atirador publicou um vídeo em sua conta do Twitter que mostra o momento em que ele abre fogo contra a repórter.

Em sua conta na rede social, Bryce Williams afirmou que a repórter havia feito "comentários racistas" e "mesmo assim, foi contratada".

IMAGENS FORTES: Atirador publica vídeo de assassinato de jornalistas americanos no Twitter

Segundo informações do The Mirror, o homem está dirigindo um Ford Mustang 2009 cinza e é perseguido por seis carros da polícia. Diversos bloqueios estão sendo feitos nas ruas e estradas da região para tentar interceptar o suspeito. O governador do Estado da Virginia, Terry McAuliffe, disse que "sua prisão é iminente". Ele acrescentou que o homem está armado.

As autoridades estaduais também estão investigando o caso.

Apenas seis jornalistas foram mortos nos Estados Unidos desde 1992

América manchada de sangue: quando será o próximo ataque a tiros nos EUA?

No vídeo, a repórter aparece entrevistando uma mulher. As duas conversam sobre o turismo na região. Enquanto falam, cerca de sete tiros podem ser ouvidos.

Em seguida, a câmera cai no chão e a repórter pode ser ouvida gritando desesperadamente.

O vídeo corta para a âncora do telejornal, que aparece com uma expressão assustada na estação do canal.

A repórter Alison Parker tinha acabado de completar 24 anos e foi descrita como uma "estrela do rock" pela sua colega de trabalho Kimberly McBroom.

— Ela realmente tem feito um trabalho maravilhoso de reportagem, você poderia dar qualquer coisa para a menina que ela poderia fazer.

Bryce Williams publicou o vídeo que mostra ele atirando na repórter em sua conta no Facebook

Bryce Williams publicou o vídeo que mostra ele atirando na repórter em sua conta no Facebook

Reprodução/ Twitter

"Não sabemos qual foi o motivo (do crime). Tampouco sabemos quem é o suspeito ou o assassino", afirmou o diretor-geral da emissora, Jeffrey Marks.

A mulher que a repórter estava entrevistando, Vicki Gardner, foi baleada nas costas e está passando por uma cirurgia neste momento. Não se sabe da seriedade de sua condição.

O governador McAuliffe emitiu um comunicado dizendo que estava "inconsolável" com o crime, de acordo com o The Mirror.

O diretor do canal de TV onde a repórter e o cinegrafista mortos trabalhavam afirmou que seus funcionários foram orientados a permanecer no prédio e estão sendo protegidos pela polícia.

Amigos e familiares expressaram seu luto nas redes sociais

Amigos e familiares expressaram seu luto nas redes sociais

Reprodução/ Twitter

— Estou com o coração partido pelos assassinatos sem sentido de hoje no Smith Mountain Lake. A Polícia do Estado está na cena do crime trabalhando com as autoridades locais para capturar o suspeito.

Alison Parker e Adam Ward morreram no tiroteio

Alison Parker e Adam Ward morreram no tiroteio

Reprodução/ Twitter

Amigos e colegas de trabalho dos jornalistas mortos no ataque publicaram mensagens de luto nas redes sociais. A conta oficial do canal de televisão onde os dois trabalhavam publicou uma imagem com a legenda "nós te amamos, Alison e Adam".

De acordo com informações da CNN, as escolas próximas à região onde ocorreu o ataque foram fechadas.

Conheça o R7 Play e assista a todos os programas da Record na íntegra!

Veja o vídeo da transmissão interrompida pelos disparos abaixo:

    Access log