Internacional Restos mortais são encontrados perto de local dos atentados de 11 de Setembro

Restos mortais são encontrados perto de local dos atentados de 11 de Setembro

As buscas continuam na área onde na semana passada apareceu parte de um avião

Restos mortais são encontrados perto de local dos atentados de 11 de Setembro

Os restos mortais foram descobertos por operários nos fundos de um edifício perto da chamada "zona zero", no sul de Manhattan

Os restos mortais foram descobertos por operários nos fundos de um edifício perto da chamada "zona zero", no sul de Manhattan

REUTERS/Brendan McDermid

As autoridades de Nova York encontraram restos mortais na região onde na semana passada apareceu parte de um aerofólio que poderia pertencer a um dos aviões que se chocaram com as Torres Gêmeas em 11 de setembro de 2001.

A informação foi confirmada nesta terça-feira (30) à Agência Efe por uma porta-voz do Escritório Legista de Nova York, que disse que os possíveis restos humanos foram localizados ontem na parte de trás de um edifício perto da chamada "zona zero", no sul de Manhattan.

"A operação de busca continua", acrescentou a porta-voz sobre os trabalhos que estão sendo realizados na área onde na semana passada apareceu parte de um aerofólio que poderia ser de um dos aviões que os terroristas usaram para derrubar as Torres Gêmeas.

Peça achada em Manhattan era mesmo de um dos aviões do 11 de Setembro, diz companhia aérea

O chefe da polícia nova-iorquina, Raymond Kelly, confirmou ontem que as partes metálicas achadas não pertencem a um trem de pouso, como foi informado inicialmente, mas de um aerofólio, depois das primeiras investigações realizadas por um técnico de Boeing.

"Acredita-se que se trata de um dos dois aviões destruídos em 11 de setembro de 2001, mas ainda não pôde ser determinado de qual dos dois", disse, por sua vez, o porta-voz da polícia, Paul Browne, em comunicado.

Os restos mortais foram descobertos por operários nos fundos de um edifício que abriga um centro comunitário islâmico que há quase três anos foi alvo de uma polêmica em Nova York por causa dos planos de erguer uma mesquita no local.

A polícia isolou a região na sexta-feira após receber uma ligação dos proprietários do edifício, situado no número 51 da rua Park Place, depois que foram encontradas partes metálicas nas quais se vê com clareza um número de identificação da Boeing.

As autoridades afirmaram no fim de semana passado que a Boeing confirmou que os destroços localizados pertencem a um avião 767, o tipo de aeronave que os terroristas sequestraram em 11 de setembro de 2001. 

O que acontece no mundo passa por aqui

Moda, esportes, política, TV: as notícias mais quentes do dia