Internacional Réveillon tradicional de Nova York será exclusivo para vacinados

Réveillon tradicional de Nova York será exclusivo para vacinados

Moradores e turistas só poderão participar de festa na Times Square com imunização completa contra Covid-19

Evento contou apenas com convidados e trabalhadores essenciais na virada de 2020 para 2021

Evento contou apenas com convidados e trabalhadores essenciais na virada de 2020 para 2021

Jason Szenes/EFE - 01.01.2021

O prefeito de Nova York, Bill de Blasio, divulgou nesta terça-feira (16) que apenas moradores e turistas vacinados poderão participar da tradicional festa de ano novo da Times Square. Segundo o governante nova-yorkino, são esperadas centenas de milhares de pessoas no evento que mostrará que a cidade está “100% de volta”.

De acordo com o site argentino Infobae, as pessoas que não podem ser vacinadas por algum tipo motivo específico, devem apresentar um teste PCR negativo feito nas 72 horas anteriores ao evento. No restante, todas as pessoas acima de 5 anos de idade devem comprovar a imunização completa contra a Covid-19.

“Queremos dar as boas-vindas a todas essas centenas de milhares de pessoas, mas todos têm que ser vacinados”, disse Blasio em entrevista coletiva. “Junte-se a um momento histórico onde a cidade de Nova York oferece mais uma prova para o mundo de que estamos 100% de volta”.

Em 2020, o tradicional evento de Nova York foi exclusivo para convidados e trabalhadores considerados essenciais. A cantora brasileira Anitta foi uma das artistas que participaram da festa, que homenageou os profissionais que trabalharam em todas as frentes contra a pandemia do novo coronavírus.

Apesar das preocupações da prefeitura de Nova York, especialistas entrevistados pelo The New York Times ressaltam que pessoas vacinadas podem acabar transmitindo a doença, mesmo que imunizadas e sem sintomas.

“Temos que presumir que haverá pessoas com Covid misturadas com os foliões ao ar livre”, explicou Denis Nash, professor de epidemiologia da Universidade de Nova York. “Não vai ser perfeito”, concluiu.

A tradicional queda da bola da Times Square será o último evento da cidade sob o mandato de Blasio, que será sucedido no dia 1º de janeiro pelo recém-eleito Eric Adams.

Últimas