Guerra civil na Síria: veja a cobertura completa
Internacional Rússia diz que não faz "diplomacia via Twitter" após posts de Trump

Rússia diz que não faz "diplomacia via Twitter" após posts de Trump

Presidente americano usou a rede social para advertir a Rússia sobre uma iminente ação militar na Síria; Putin pediu bom senso

Guerra na Síria

Alexander Zemlianichenko/Pool via REUTERS/05.04.2018

O Kremlin disse nesta quarta-feira (11) que não se envolve em "diplomacia via Twitter", depois que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, usou a rede social para advertir a Rússia sobre uma iminente ação militar na Síria, relatou a agência de notícias Interfax.

Segundo a agência, o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, disse que cuidados devem ser tomados para não agravar a situação na Síria.

"Nós não participamos de diplomacia via Twitter", disse Peskov, de acordo com a Intefax. "Nós apoiamos abordagens sérias. Nós continuamos a acreditar que é importante não tomar passos que podem prejudicar uma situação já frágil."

Putin fala em bom senso

O presidente russo, Vladimir Putin, advertiu mais cedo durante discurso para embaixadores estrangeiros que a situação do mundo é preocupante, mas disse esperar que o bom senso prevaleça.

Em pronunciamento transmitido pela TV estatal, Putin disse que a Rússia irá respeitar todas as suas obrigações de acordo com a lei internacional e que irá construir relações construtivas com parceiros estrangeiros.

Putin disse, ainda, que planeja realizar conversas com o presidente sul-coreano, Moon Jae-in, em junho na Rússia, e que os dois irão discutir tensões na península coreana.

    Access log