Internacional Rússia produzirá na Índia 300 milhões de doses da Sputnik V

Rússia produzirá na Índia 300 milhões de doses da Sputnik V

Instituto Sérum, maior fabricante de vacinas do mundo, também produz imunizante de Oxford/AstraZeneca

AFP
Rússia fecha acordo com maior fábrica de vacinas do mundo

Rússia fecha acordo com maior fábrica de vacinas do mundo

Zoltan Balogh/MTI/MTVA/Pool via REUTERS

A Rússia anunciou, nesta terça-feira (13), um acordo com o Serum Institute of India (SII), o maior fabricante de vacinas do mundo, para produzir 300 milhões de doses anuais da Sputnik V, o principal fármaco russo contra o coronavírus.

"Esta associação estratégica é uma etapa importante para aumentar de maneira considerável nossa capacidade de produção", declarou Kirill Dmitriev, presidente do Fundo de Investimentos Diretos russo (RDIF, em inglês), que financiou o desenvolvimento da vacina Sputnik V.

Segundo Dmitriev, as primeiras doses produzidas pelo SII chegarão em setembro, e "o processo de intercâmbio tecnológico já está bem avançado". 

"O SII já recebeu amostras de células e de vetores do centro Gamaleya", o criador da vacina russa, afirma o comunicado. 

De acordo com Adar Poonawalla, diretor do SII, "é essencial que a vacina russa esteja disponível para todas as pessoas na Índia e em todo mundo".

A Índia é o principal país com o qual a Rússia firmou parceria para produzir a vacina anticovid-19 Sputnik V. Além do acordo com o SII, outros também foram assinados com grandes grupos farmacêuticos indianos para produzir centenas de milhões de doses deste fármaco.

O SII já produz outras vacinas contra o coronavírus, como a da Oxford/AstraZeneca. 

De acordo com a RDIF, a vacina russa recebeu a aprovação de 67 países, nos quais vivem 3,5 bilhões de pessoas.

Sputnik V foi recebido com ceticismo fora da Rússia até que sua eficácia foi validada pela revista médica The Lancet em agosto de 2020.

Últimas