Internacional Rússia tem recorde de mortes por covid pelo 3º dia consecutivo

Rússia tem recorde de mortes por covid pelo 3º dia consecutivo

País registrou ainda 21.042 novos casos, em grande parte pelo surto provocado pela variante Delta e baixa vacinação

AFP
Rússia tem recorde de mortes por covid pelo 3º dia consecutivo

Rússia tem recorde de mortes por covid pelo 3º dia consecutivo

Anton Vaganov/Reuters - 24.6.2021

O governo da Rússia anunciou nesta quinta-feira (1º) que o país registrou 672 mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, recorde pelo terceiro dia consecutivo em meio à devastadora onda de infecções provocada pela variante Delta do vírus.

A Rússia registrou ainda 21.042 novos casos, em grande parte pelo surto provocado por esta cepa altamente contagiosa, cuja propagação fora de controle motivou o presidente Vladimir Putin a recomendar que os cidadãos tomem a vacina anticovid.

O recorde de 672 mortes anunciado nesta quinta-feira supera os balanços de 669 de quarta-feira e 652 de terça-feira.

A capital Moscou, principal foco da epidemia na Rússia, e São Petersburgo registraram 108 e 115 mortes respectivamente.

O prefeito de Moscou, Serguei Sobianin, disse que a variante Delta do vírus, detectada pela primeira vez na Índia, representa 50% dos casos na capital russa.

O surto que começou em meados de junho é provocado pela variante, mas também pela difícil campanha de vacinação, iniciada em dezembro com a propaganda oficial da vacina Sputnik V, mas que até o momento convenceu apenas 23 milhões dos 146 milhões de russos, ou seja 15% da população, a tomar pelo menos uma dose.

O número de mortes registradas oficialmente é de 135.886, o que faz da Rússia o país europeu mais afetado pela pandemia.

Mas a agência de estatísticas Rosstat, que tem uma uma definição mais ampla das mortes relacionadas com a covid-19, havia contabilizado 270 mil mortes até o fim de abril.

Últimas