Secretário de Defesa contradiz Trump sobre militares em protestos

Mark Esper não corrobora ameaça do presidente dos EUA de enviar tropas aos estados que 'não dominam as ruas' durante manifestações contra racismo

Mark Esper é contra usar militares em protestos

Mark Esper é contra usar militares em protestos

Tom Brenner/Reuters - 12.1.2020

O secretário de Defesa dos EUA, Mark Esper, afirmou ser contra o uso de tropas militares ativas para reprimir e conter os protestos contra o racismo e a violência policial que tomam conta de várias cidades do país desde a morte de George Floyd, em Minneapolis. A declaração contradiz diretamente o presidente Donald Trump, que na segunda-feira ameaçou enviar militares para estados que não podem "dominar as ruas".

"A opção de usar forças ativas em uma função policial deve ser usada apenas como um último recurso e apenas nas situações mais urgentes e terríveis", disse ele durante uma reunião no Pentágono, segundo a CNN. "Não estamos em uma dessas situações agora. Eu não apoio a invocação a Lei da Insurreição."

Esta legislação de 1807 tem sido citada por Trump como a justificativa para enviar o Exército para as ruas das principais cidades dos EUA.