Internacional Sem caixas-pretas, buscas por avião desaparecido dependem de detectores especializados 

Sem caixas-pretas, buscas por avião desaparecido dependem de detectores especializados 

Especialista afirma que aparelho não foi feito para ser encontrado no oceano

 Sem caixas-pretas, buscas por avião desaparecido dependem de detectores especializados 

Localização das caixa-pretas é fundamental para se desvendar mistério do avião desaparecido, afirma especialista

Localização das caixa-pretas é fundamental para se desvendar mistério do avião desaparecido, afirma especialista

AP

O desaparecimento do voo MH-370 da Malaysia Airlines está próximo de completar um mês e as equipes de buscas precisam correr contra o tempo para encontrarem as caixas-pretas. Elas poderiam explicar o que aconteceu nos minutos finais do avião.

Muitos países enviaram navios e helicópteros para ajudar nas buscas, mas pode ser que agora não contem mais com o auxílio dos ruídos emitidos pelas caixas-pretas. Em entrevista ao R7, Adalberto Febeliano, engenheiro e especialista em aviação civil, diz que a bateria da caixa-preta sobrevive cerca de 30 dias e que a partir deste periodo é preciso utilizar outros equipamentos na busca.

Sem sinais de destroços, mistério do avião desaparecido pode nunca ser desvendado, diz especialista

MH-370: Com tecnologia de ponta, equipes correm contra o tempo atrás de caixa-preta

Malásia afirma que não descansará até esclarecer o mistério do MH-370

Ele explica que os técnicos em desenvolvimento de aeronaves perceberam a importância das caixas-pretas em casos semelhantes ao do voo MH-370 e pensaram em formas para torná-la mais resistente. Assim, os aparelhos são feitos para resistirem ao fogo, impactos violentos e água.

No caso de submersão, as caixas-pretas emitem ruídos que podem ser detectados para que a encontrem e, possivelmente, achar o avião.

— Esse dispositivo foi feito para se achar a caixa-preta dentro de um rio ou no mar, próximo ao aeroporto. Ela não foi feita para ser encontrada dentro do Índico.

Porém, ele explica que o conteúdo gravado pode ser recuperado e escutado, independente do tempo que demorar para ser resgatado.

— Certamente [o registro de caixa-preta] dura muitos anos.

Outros métodos

Adalberto Febeliano diz que se a bateria acabar, outros equipamentos terão de ser usados na busca pelo avião desaparecido. Em 2009, no desaparecimento do avião da Air France no oceano Atlântico, a caixa-preta não foi encontrada no período de busca.

— No caso do avião da Air France, só anos depois, em uma missão especial usando magnetômetros e submarinos avançados que encontraram a caixa-preta.

Para que servem as caixas-pretas?

Febeliano explica ainda que a caixa-preta é um gravador de dados, feita para guardar parâmetros do voo, que são capturados pelo menos uma vez por segundo. Ela grava características como a velocidade, altitude, inclinação das asas, rotação dos motores, temperatura e sistema elétrico. Segundo o especialista, o Boeing 777 tem nove sistemas elétricos e todos são capturados pela caixa-preta.

Ele mencionou também que as caixas-pretas, que são duas na cor laranja, guardam os dados técnicos do avião, voz do piloto e sons da cabine.

Se encontrados, estes aparelhos podem, sim, desvendar o mistério do desaparecimento do avião.

* Bruna Vichi, estagiária do R7

O que acontece no mundo passa por aqui

Seja bombardead@ de boas notícias. R7 Torpedos