Estado Islâmico
Internacional Sírios apoiados pelos EUA avançam em conflitos contra o Daesh

Sírios apoiados pelos EUA avançam em conflitos contra o Daesh

Forças Democráticas buscam limpar os últimos resquícios do califado do grupo jihadista no leste e no norte do país

Sírios apoiados pelos EUA avançam em conflitos contra o Daesh

Tropas americanas combatem na Síria

Tropas americanas combatem na Síria

Zoe Garbarino/U.S. Army/Reuters/01-11-18

Forças Democráticas Sírias (SDF), apoiadas pelos EUA, ganharam terreno do Daesh, também conhecido como Estado Islâmico, em batalha para capturar o último enclave no leste da Síria, um oficial da SDF afirmou, neste domingo (10).

A SDF, apoiada pela coalizão liderada pelos EUA, começou o assalto no sábado, buscando limpar os últimos resquícios do califado do grupo jihadista na área de operações da SDF no leste e no norte da Síria.

O enclave é próximo à fronteira do Iraque e compreende duas vilas. O Estado Islâmico também ainda mantém território em parte da Síria que ainda está majoritariamente sob o controle do governo sírio, apoiado pelos russos e pelos iranianos.

"Soldados da SDF, até agora, apreenderam 41 posições, mas encararam contra-ataques, no começo de domingo, que foram rechaçados", disse o chefe do escritório de imprensa da SDF, Mustafa Bali, à Reuters. "As lutas são naturalmente ferozes porque o grupo terrorista está defendendo seu último bastião".

O presidente Donald Trump, que planeja retirar as forças americanas da Síria, disse na quarta-feira que esperava fazer um anúncio formal, ainda esta semana, de que a coalizão recuperou todo o território anteriormente sob controle do Estado Islâmico.

Bali estima que de 400 a 600 jihadistas estejam no enclave, incluindo estrangeiros e outros soldados. Também se estima que haja entre 500 e 1,000 civis, disse Bali. Mais de 20,000 civis foram evacuados nos dez dias de preparação para sábado, afirmou.

"Se conseguirmos, em um curto espaço de tempo, tirar os civis (restantes) ou isolá-los, eu acredito que nos próximos dias vamos testemunhar o fim militar da organização terrorista nesta área", disse Bali.

    Access log