Sobrenome chinês é o mais comum em Milão, na Itália

O levantamento aponta que existem 2.454 homens e 2.210 mulheres com o sobrenome Hu entre os moradores de Milão, superando Rossi

Na capital financeira da Itália, em Milão, o sobrenome Hu é um dos mais comuns

Na capital financeira da Itália, em Milão, o sobrenome Hu é um dos mais comuns

Anadrea Fasani/EFE/EPA - 19.06.2020

O sobrenome Hu, de origem chinesa, é o mais presente entre os residentes de Milão, capital financeira da Itália, de acordo com um ranking divulgado nesta terça-feira (11) pelo serviço de registro civil da segunda cidade mais populosa do país.

O levantamento aponta que existem 2.454 homens e 2.210 mulheres com o sobrenome Hu entre os moradores de Milão, superando Rossi, que está nas certidões de 1.873 milaneses e de 2.133 milaneses.

Leia mais: Como 4 países europeus estão lutando para que seus cidadãos tenham mais filhos

Colombo aparece no terceiro lugar do pódio, com 1.543 homens e 1.832 mulheres. Hu já era o sobrenome mais popular entre cidadãos do sexo masculino havia alguns anos, mas a novidade do ranking em 2020 é sua liderança entre as mulheres.

Novos cidadãos

Quanto aos bebês nascidos na primeira metade deste ano, os pais continuam preferindo nomes tradicionais na Itália.

Entre os 4.856 milaneses que vieram ao mundo de janeiro a junho, os nomes mais comuns são Leonardo (213), Tommaso (153) e Riccardo (123), para meninos, e Sofia (108), Giulia (106) e Ginevra (90), para meninas.

Leonardo (58) e Sofia (28) também são os nomes preferidos para bebês nascidos de pais estrangeiros em Milão, seguidos por Mohamed (34), entre os meninos, e Maria (21), entre as meninas.