Rússia x Ucrânia

Internacional Sobrevivente do Holocausto morre de frio e sede aos 91 anos em Mariupol 

Sobrevivente do Holocausto morre de frio e sede aos 91 anos em Mariupol 

Vanda Semyonovna estava escondida em um porão em meio aos intensos ataques russos na cidade

  • Internacional | Do R7

Vanda Semyonovna morreu durante cerco a Mariupol

Vanda Semyonovna morreu durante cerco a Mariupol

Reprodução/Chabad.org

A sobrevivente do Holocausto Vanda Semyonovna morreu de frio e sede enquanto se escondia em um porão em Mariupol, em meio aos intensos ataques das tropas russas na cidade portuária, localizada no leste da Ucrânia

“Mamãe não merecia uma morte assim”, disse a filha de Obedkova, Larissa, em entrevista ao portal Chabad.org. Após a morte da mãe, em 4 de abril, Larissa e seu marido arriscaram suas vidas para enterrar o corpo da vítima em um parque perto do mar de Azov. 

De acordo com a reportagem do portal, a ucraniana tinha 10 anos em outubro de 1941, quando os nazistas chegaram à Mariupol. Os oficiais entraram na casa da família e levaram sua mãe, Obedkova conseguiu escapar porque se escondeu mais uma vez em um porão. 

Vanda Semyonovna durante a infância e seus pais

Vanda Semyonovna durante a infância e seus pais

Reprodução/Chabad.org

Em 20 de outubro de 1941, os nazistas executaram entre 9 mil e 16 mil judeus em valas nos arredores de Mariupol, incluindo a família materna de Obiedkova. Quando foi detida, os alemães se convenceram de que ela era grega, não judia. O pai da menina, que não era judeu, conseguiu interná-la em um hospital até a cidade ser libertada em 1943. 

Vanda Semyonovna chegou a fazer um grande relato sobre o Holocausto em 1998 a uma fundação que recolheu vários depoimentos sobre o genocídio. 

Últimas