Novo Coronavírus

Internacional Surto de covid-19 em matadouro faz Alemanha isolar todo um distrito

Surto de covid-19 em matadouro faz Alemanha isolar todo um distrito

Mais de mil e quinhentas pessoas já foram infectadas pelo novo coronavírus, a maioria trabalhadores de uma planta de produção de carne em Gütersloh

  • Internacional | Da EFE

Funcionários do matadouro recebem suprimentos alimentares

Funcionários do matadouro recebem suprimentos alimentares

Friedemann Vogel/EFE - EPA 22.06.2020

As autoridades do estado alemão da Renânia do Norte-Westfalia ordenaram um fechamento parcial da vida pública por uma semana para o distrito da cidade de Gütersloh, onde se registrou um novo surto repentino de covid-19.

Em uma coletiva de imprensa, o governador regional, Armin Laschet, anunciou nesta terça-feira (23) a medida. Segundo Laschet, ela seria desnecessária do ponto de vista dos números gerais, porém com os novos casos relacionados ao matadouro Tönnies, o número de novos infectados no local é de 24 pessoas.

São 1.553 casos confirmados, no total, relacionados ao surto no matadouro.

"A medida nos permitiria dizer que o foco do surto foi localizado, mas daremos um passo a mais e ordenar o fechamento da vida pública para o distrito de Gütersloh, com o objetivo de acalmar e esclarecer a situação geral", afirmou o governador.

A ideia é poder determinar nessa semana, com a realização de testes massivos, o limite da extensão do coronavírus na população da região.

Trabalhadores da Bulgária e Romênia infectados

Parte dos infectados são trabalhadores da Romênia e Bulgária, aos quais Laschet garantiu uma "atenção cuidadosa", atendendo às dificuldades que possam aparecer em sua situação de quarentena.

O governador acrescentou que se trata do primeiro distrito afetado pelo vírus no processo de retorno à normalidade na Alemanha, que se iniciou em maio, e afirmou que entende o "enorme peso" que a reintrodução da quarentena pode ter novamente na população.

Laschet assegurou que a medida é "temporal e profilática" e que "pode estar presente em uma semana e ser revogada na outra". Ele também advertiu sobre a necessidade do prolongamento das medidas, caso seja necessário.

Concluiu dizendo que, onde os números aumentam e há uma ameaça, é necessário atuar com firmeza e retomar as medidas de proteção introduzidas em março para que esse surto não se espalhe para outros locais.

EM VÍDEO: Alemanha investiga matadouro com mais de 1.300 casos de covid-19

Últimas