Internacional Suspeitos de envolvimento na morte de Aylan Kurdi são presos

Suspeitos de envolvimento na morte de Aylan Kurdi são presos

Ancara, 3 set (EFE).- A polícia da Turquia deteve nesta quinta-feira quatro pessoas suspeitas de estarem envolvidas na tragédia do menino curdo-sírio Aylan Kurdi, que morreu afogado, junto seu irmão e sua mãe, após o naufrágio do bote no qual tentavam chegar à ilha de Kos, informou a agência turca "Dogan". A polícia acredita que os detidos, de nacionalidade síria, sejam traficantes de pessoas que organizaram a viagem do bote que naufragou no Mar Egeu perto do balneário turco de Bodrum. A imagem do corpo de Aylan Kurdi, de três anos, na praia turca de Bodrum, aparece hoje na primeira página de quase todos os jornais turcos e europeus e comoveu o mundo, se transformando em um símbolo da tragédia dos refugiados. O corpo de seu irmão mais velho, Galip, de cinco anos, aparece em outra foto na qual um policial turco o leva nos braços, saindo do mar. O único sobrevivente da família foi o pai. De acordo com a imprensa local, agora Abdullah deseja voltar a sua cidade e enterrar sua família em Kobani. EFE dt-wr/cdr