Internacional Talibãs do Paquistão condenam 'guerra ideológica' no Mali

Talibãs do Paquistão condenam 'guerra ideológica' no Mali

Os talibãs do Paquistão condenaram a intervenção francesa no Mali, classificando as ações como uma "guerra ideológica", e pediram que o "mundo muçulmano" se una à resistência, de acordo com um vídeo divulgado neste domingo.

"O governo francês atacou os mujahedines no Mali, e os Estados Unidos apoiam a França. Peço a todo o mundo muçulmano que se una porque esta é uma guerra ideológica", afirmou Ehsanullah Ehsan, porta-voz dos talibãs do Paquistão, em uma mensagem de vídeo enviada aos jornalistas do noroeste paquistanês.

Da mesma forma que os "infiéis" se uniram, acrescenta Ehsan, "todos os muçulmanos devem se unir e se apoiar".

Os talibãs do Paquistão realizam há anos uma campanha de ataques e atentados neste país, e reivindicaram o atentado suicida que deixou no sábado 24 pessoas mortas, incluindo 11 civis, no noroeste do país.

str-hk-sjd/pdw/mtp/ia/dm

Últimas