Internacional Talibãs reprimem protesto em defesa da bandeira do Afeganistão

Talibãs reprimem protesto em defesa da bandeira do Afeganistão

Ato popular contra o uso da bandeira do grupo extremista foi dispersado com disparos de arma de fogo

Agência EFE
Com a tomada do poder no Afeganistão, Talibã troca a bandeira do país pela bandeira do grupo

Com a tomada do poder no Afeganistão, Talibã troca a bandeira do país pela bandeira do grupo

EFE/EPA/STRINGER

Os talibãs reprimiram nesta quarta-feira (18) um protesto popular no leste do Afeganistão, que visava defender a bandeira do país, em que os manifestantes se opunham a substituí-la pela branca, com uma inscrição que representa os insurgentes e o Emirado Islâmico que foi implementado com a volta do grupo ao poder.

O ato aconteceu nas ruas de Jalalabad, capital da província de Nangarhar, uma das últimas cidades a ficar sob o controle dos radicais.

"Os talibãs dispararam contra os manifestantes e atingiram alguns fotojornalistas", conforme veiculou a agência de notícias afegã "Pajhwok", por meio de postagem no Twitter.

Em um primeiro vídeo publicado pelo veículo de comunicado, é possível ver um grande número de pessoas percorrendo as ruas de Jalalabad, segurando bandeiras do Afeganistão de diversos tamanho.

Em seguida, é possível ver o começo da confusão, com tiros dados para o alto, aparentemente, por supostos talibãs. Em seguida, é possível ver homens apavorados, se refugiando no interior de uma casa.

Ainda segundo a agência "Pajhwok", houve manifestação favorável à bandeira afegã na cidade de Khost, também localizada no leste do território.

Últimas