Três detidos por ligação com 39 corpos em caminhão são libertados

Suspeitos foram presos por suposto envolvimento são libertados após pagamento de fiança; polícia suspeita de tráfico de pessoas

Polícia britânica achou 39 corpos em caminhão frigorífico; motorista está preso

Polícia britânica achou 39 corpos em caminhão frigorífico; motorista está preso

Peter Nicholls/Reuters

Três pessoas detidas nesta semana por suposto envolvimento com o caso dos 39 corpos localizado em um caminhão frigorífico na Inglaterra, foram colocados em liberdade após pagamento de fiança, segundo confirmou neste domingo (27) a polícia de Essex, no leste do país.

Foram soltos um homem e uma mulher na cidade de Warrington, ambos de 38 anos, que foram presos há dois dias no condado de Cheshire; além de um homem de nacionalidade norte-irlandesa, de 48 anos de idade, que foi capturado por agentes no mesmo dia, no aeroporto de Stanstad, em Londres.

Os três passaram por interrogatórios feitos por policiais de Essex, na condição de suspeitos dos crimes de homicídio e de conspiração para o tráfico de pessoas.

Ainda está presos o motorista do caminhão em que estavam os corpos, Maurice Robinson, de 25 anos, que também é norte-irlandês, e foi formalmente acusado ontem por 39 crimes de homicídio, conspiração para tráfico de pessoas, conspiração para participar atividades de imigração ilegal e lavagem de dinheiro.

Ontem, a polícia da Irlanda prendeu no porto de Dublin um homem, de nacionalidade norte-irlandesa, que também era procurado pela polícia de Essex imigração por suposto envolvimento com os corpos encontrados no caminhão.

A investigação sobre as vítimas, neste momento, está centrada na origem delas, que supostamente é vietnamita, depois da divulgação que os 31 homens e oito mulheres eram chineses. Outras nacionalidades, no entanto, não estão descartadas.