Trump afirma que vai proibir o aplicativo TikTok de operar nos EUA 

A declaração ocorre em um momento de especulação sobre a compra de ações do aplicativo pela Microsoft e discussões sobre a segurança nacional 

Com milhares de usuários no mundo, o Tiktok permite a produção e edição de vídeos curtos

Com milhares de usuários no mundo, o Tiktok permite a produção e edição de vídeos curtos

Dado Ruvic/Reuters

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse nesta sexta-feira (31) que proibir o aplicativo de vídeo TikTok de operar nos Estados Unidos. A declaração ocorre horas depois de relatos de que a Microsoft estaria negociando para comprar o aplicativo da empresa chinesa Pequim ByteDance.
"No que diz respeito ao TikTok, estamos proibindo-os dos Estados Unidos", disse Trump a repórteres a bordo do Air Force One, o avião presidencial.

Quais são os principais pontos de atrito entre China e EUA

O republicano afirmou que poderia usar poderes econômicos de emergência ou uma ordem executiva para banir o TikTok. "Bem, eu tenho essa autoridade", disse ele.

Pompeo: atuação dos EUA contra a China tem apoio de outros países

A imprensa estadunidense já havia informado que a ByteDance está considerando mudanças em sua estrutura corporativa e que estuda vender uma participação majoritária na TikTok. Segundo o jornal The New York Times, a Microsoft estaria interessada no negócio.

Críticos temem que o TikTok repasse ao governo chinês informações sobre usuários coletadas nos Estados Unidos. O aplicativo, no entanto, garante que não armazena dados de usuários fora da China e que resistiria a qualquer tentativa do governo chinês de ter acesso a esses dados.

Especialistas em segurança cibernética avaliam como teórico o risco do TikTok para a segurança nacional. Asseguram ainda que não há evidências de que os dados do usuário do TikTok foram comprometidos pela inteligência chinesa.

TikTok se tornou extremamente popular entre os jovens, com centenas de milhões de usuários em todo o mundo. O aplicativo permite que os usuários assistam e criem vídeos curtos com áudio e outros efeitos. Os vídeos costumam se tornar virais em outras redes sociais.

Veja o posicionamento da Microsoft

"Embora não comentemos rumores ou especulações, estamos confiantes no sucesso a longo prazo do TikTok. Centenas de milhões de pessoas vêm ao TikTok para entretenimento e conexão, incluindo nossa comunidade de criadores e artistas que estão construindo meios de subsistência a partir da plataforma. Somos motivados por sua paixão e criatividade e comprometidos em proteger sua privacidade e segurança, enquanto continuamos trabalhando para trazer alegria às famílias e carreiras significativas para aqueles que criam em nossa plataforma".

"Estes são os fatos: 100 milhões de americanos vêm ao TikTok para entretenimento e conexão, especialmente durante a pandemia. Contratamos quase 1.000 pessoas apenas para nossa equipe nos Estados Unidos este ano e estamos orgulhosos de contratar outros 10.000 funcionários para bons empregos remunerados nos EUA. Nosso fundo de criadores de US $ 1 bilhão apóia criadores americanos que estão construindo meios de subsistência a partir de nossa plataforma. Os dados do usuário do TikTok US são armazenados nos EUA, com controles rigorosos no acesso dos funcionários. Os maiores investidores do TikTok são dos EUA. Temos o compromisso de proteger a privacidade e a segurança de nossos usuários, enquanto continuamos trabalhando para trazer alegria às famílias e carreiras significativas para aqueles que criam em nossa plataforma".