Trump diz que agressão de policiais a idoso pode ter sido 'armação'

Presidente afirmou que Martin Gugino, 75, seria um 'provocador antifa'; homem fio jogado ao chão em protestos em Buffalo e está hospitalizado

Martin Gugino caído no chão, sangrando, após ser agredido pelos policiais em Buffalo

Martin Gugino caído no chão, sangrando, após ser agredido pelos policiais em Buffalo

Jamie Quinn/Handout via REUTERS - 04.06.2020

O presidente dos EUA, Donald Trump, questionou a possibilidade de um idoso agredido pela polícia durante protestos contra o racismo em Buffalo ter "armado" uma situação para criar agitação. Em um post no Twitter publicado na manhã desta terça-feira (9), Trump diz que Martin Gugino poderia ser um "provocador antifa" e teria fingido levar um empurrão de policiais da Equipe de Situações de Emergência (o equivalente aos batalhões de choque no Brasil).

Gugino, 75, está hospitalizado com uma concussão grave, após cair de costas e bater com a cabeça na calçada depois de ter sido empurrado por dois policiais que estavam em um pelotão que avançava sobre manifestantes.

A agressão ao idoso foi captada em vídeo e mostra que, após o empurrão, Gugino fica caído imóvel no chão, sangrando, enquanto os policiais seguem marchando.

No tuíte, Trump diz: "Eu assisti. Ele caiu e depois foi empurrado." O presidente ainda diz que Gugino teria tentado agir para bloquear os equipamentos de comunicação dos policiais.

Veja novamente o vídeo da agressão. [Cuidado: imagens fortes.]

VEJA TAMBÉM: Fotos que marcaram as 2 semanas desde a morte de George Floyd

_