China

Internacional Trump diz que governo Biden está demonstrando fraqueza à China

Trump diz que governo Biden está demonstrando fraqueza à China

Ex-presidente americano falou com exclusividade para a Fox News e fez críticas à relação dos EUA com Pequim

  • Internacional | Do R7

Ex-presidente afirmou ainda que a China não respeita mais os Estados Unidos

Ex-presidente afirmou ainda que a China não respeita mais os Estados Unidos

Octavio Jones / Reuters - 28.2.2021

O ex-presidente dos Estados Unidos Donald Trump afirmou em entrevista exclusiva ao canal de TV americano Fox News que o governo de Joe Biden está adotando uma abordagem errada em relação à China. Segundo ele, a mensagem atual que os EUA transmitem a Pequim demonstra "fraqueza".

Em setembro, o presidente chinês, Xi Jinping, falou com Biden por telefone pela segunda vez, como "parte do esforço contínuo dos EUA para administrar com responsabilidade a competição entre os dois países", de acordo com a Casa Branca.

Os dois líderes "discutiram a responsabilidade de ambas as nações de garantir que a competição não se transformasse em conflito" e, desde, então, funcionários da Casa Branca têm dito que "acolhem bem a competição acirrada" entre os Estados Unidos e a China.

O ex-presidente, no entanto, disse não achar que a estratégia do governo seja eficaz. "Não acho que seja uma boa maneira de expressar isso à China. Isso mostra tanta fraqueza. Nós mostramos essa fraqueza."

"A China respeitava este país quando eu era presidente. A China não respeita mais o nosso país. É muito triste", completou.

Durante seu governo, em janeiro de 2020 Trump assinou um acordo comercial de Fase 1 com a China, no qual diminuiu a hostilidade entre as duas potências em meio a décadas de reclamações dos EUA. O país alegava que Pequim estaria manipulando sua moeda e roubando segredos comerciais de empresas americanas.

O acordo incluía compromissos de Pequim para impedir o roubo de propriedade intelectual, abastecer-se da manipulação da moeda, cooperar em serviços financeiros e comprar mais de US$ 200 bilhões (R$ 1 trilhão) em produtos dos EUA durante 2020 e 2021. Ainda assim, funcionários da inteligência no final do governo Trump advertiram que a China representava uma grave ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos.

Últimas