Coreia do Norte
Internacional Trump diz que pode convidar Kim para visitar os EUA após reunião

Trump diz que pode convidar Kim para visitar os EUA após reunião

Segundo o presidente norte-americano, ele pode convidar o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un a visitar seu país 'se as coisas correrem bem' em cúpula

trump klm

Trump em coletiva com o primeiro-ministro do Japão

Trump em coletiva com o primeiro-ministro do Japão

Reuters / Kevin Lamarque / 7.6.2018

O presidente dos EUA, Donald Trump, disse nesta quinta-feira (7) que pode convidar o líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un, para visitar seu país "se as coisas correrem bem" na reunião de cúpula entre os dois, que acontece na próxima terça-feira, em Cingapura.

A declaração foi dada durante uma entrevista coletiva após uma reunião entre Trump e o primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, na Casa Branca. A reunião entre Trump e Kim e os possíveis desdobramentos para a Ásia foram assunto da conversa entre os dois.

Relações normalizadas

Trump disse que poderia convidar Kim para uma visita ao responder a pergunta de um jornalista. "Sim, se as coisas correrem bem, acho que isso pode acontecer", afirmou.

O presidente dos EUA também destacou que espera uma melhora nas relações entre os dois países melhorem após a cúpula.

"Normalizar as relações é algo que eu espero depois que tudo for feito. Certamente gostaríamos de normalizar", analisou.

Ele também fez questão de ressaltar que os EUA, a Coreia do Sul, o Japão e a China poderão ajudar economicamente a Coreia do Norte caso o país concorde com um acordo de desnuclearização.

Segundo Trump, a cúpula será "mais do que apenas uma sessão de fotos".

Fim da guerra?

Na coletiva, Trump também declarou que poderia assinar um acordo para acabar formalmente com a Guerra da Coreia, caso a reunião seja bem sucedida.

"Pode ser, nós poderíamos assinar um acordo, seria um primeiro passo, estamos conversando sobre isso. Essa é provavelmente a parte mais fácil", falou o presidente.