EUA x Irã

Internacional Trump endurece discurso: 'Reação dos EUA pode ser desproporcional'

Trump endurece discurso: 'Reação dos EUA pode ser desproporcional'

Presidente fez ameaças no Twitter, após novas explosões atingirem Zona Verde de Bagdá, deixando três pessoas feridas

  • Internacional | Eugenio Goussinsky, do R7

Trump ameaça retaliar ataques no Iraque

Trump ameaça retaliar ataques no Iraque

Cristobal Herrera/EFE/03-01-20

O presidente dos EUA, Donald Trump, endureceu ainda mais a retórica em relação ao Irã, neste domingo (5), após seis novos foguetes katyusha terem sido lançados em Bagdá, com três deles atingindo a região da Zona Verde de Bagdá. A área de segurança abriga, entre outras instituições, a Embaixada dos Estados Unidos.

Leia mais: Irã recua em acordo nuclear e anuncia enriquecimento de urânio

Segundo a polícia local, seis pessoas ficaram feridas, conforme informou a Reuters. É o segundo dia que a região foi atacada, após o governo americano ter assumido a autoria do assassinato do general iraniano Qasem Soleimani e de outros líderes militares iraquianos, no último dia 2.

Em post no Twitter, Trump foi enfático, aumentando a tensão entre os dois países, em um discurso que ao mesmo tempo funciona como uma reação à promessa do governo iraniano de renunciar ainda mais aos compromissos feitos durante acordo nuclear em 2015.

"Esses posts da mídia servirão de notificação ao Congresso dos Estados Unidos que, se o Irã atacar qualquer pessoa ou alvo dos EUA, os Estados Unidos reagirão rápida e totalmente, e talvez de maneira desproporcional. Esse aviso legal não é necessário, mas é concedido mesmo assim!"

As últimas explosões são vistas como retaliações ao assassinato do general iraniano e dos militares iraquianos. Segundo o governo americano, o objetivo foi deter planos de futuros ataques iranianos, já que, na visão dos Estados Unidos, Soleimani foi o responsável por mortes de americanos no Oriente Médio nos últimos tempos.

Irã promete responder ao ataque dos Estados Unidos

Últimas