Era Trump
Internacional Trump espera que paralisação parcial do governo dos EUA não dure

Trump espera que paralisação parcial do governo dos EUA não dure

Republicanos não conseguiram reunir votos para aprovar medida de financiamento que incluiu US$ 5 bi para muro na fronteira com México

Era Trump

Paralisação parcial do governo não deve durar muito, disse Trump

Paralisação parcial do governo não deve durar muito, disse Trump

REUTERS/Joshua Roberts/21.12.2018

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse na sexta-feira (22) que a paralisação parcial do governo não deve durar muito, após senadores republicanos não conseguiram reunir os votos necessários para aprovar uma medida de financiamento que incluiu 5 bilhões de dólares (aproximadamente R$ 5 bi) para um muro na fronteira, proposta ferozmente rejeitada pelos democratas.

"Nós vamos ter uma paralisação. Não há nada que possamos fazer sobre isso porque precisamos dos democratas para nos dar seus votos", disse Trump em um vídeo postado em sua conta no Twitter horas antes do prazo final da meia-noite para votar a medida orçamentária. "A paralisação não durará muito."

Entenda

Senadores republicanos e democratas chegaram nesta semana a um acordo sobre a legislação de financiamento de curto prazo que não inclui os 5 bilhões de dólares que Trump quer, mas o presidente disse na quinta-feira (20) que não assinaria.

A paralisação foi a mais recente evidência de disfunção em Washington e não é um bom presságio para o próximo ano, quando os democratas terão uma mão mais forte ao assumir o controle da Câmara dos Deputados.

"O presidente Trump tem feito um ataque raivoso e agora nos faz avançar rumo à 'paralisação Trump' no Natal", disse o líder democrata no Senado, Chuck Schumer.

Horas antes do prazo de meia-noite, os legisladores se reuniram com o vice-presidente Mike Pence e outros funcionários da Casa Branca em um último esforço para encontrar uma lei de financiamento aceitável para ambos os partidos e Trump. Mas eles não conseguiram chegar a um acordo.

As conversas entre a equipe de Trump e os líderes republicanos e democratas devem continuar no fim de semana. O Senado deve voltar do recesso neste sábado, embora não esteja claro se terá novas propostas a serem consideradas.

Três quartos dos programas do governo estão garantidos até o próximo dia 30 de setembro, incluindo dos departamentos de Defesa, do Trabalho, da Saúde e dos Serviços Humanos.

O financiamento para todas as outras agências, incluindo os departamentos de Segurança Interna, Justiça e Agricultura, expirou à meia-noite de sexta para sábado.

'Orgulhoso'

Sempre que há uma paralisação do governo, os republicanos e os democratas geralmente culpam um ao outro. Os esforços de Trump para fazer isso esta semana foram prejudicados por seus próprios comentários durante uma discussão televisionada com Schumer na Casa Branca em 11 de dezembro.

"Tenho orgulho de paralisar o governo para a segurança na fronteira, Chuck, porque as pessoas deste país não querem criminosos e pessoas que têm muitos problemas e drogas em nosso país", disse Trump.

Antes da Câmara e do Senado serem suspensos na sexta-feira, os negociadores discutiam um pacote de 1,6 bilhão de dólares para uma série de medidas de segurança nas fronteiras - não especificamente para um muro - e retendo assistência financeira para áreas atingidas por desastres naturais.

Trump fez de um muro ao longo da fronteira entre os EUA e o México para combater a imigração ilegal e o tráfico de drogas uma promessa de campanha chave nas eleições de 2016, quando disse que o projeto seria pago pelo México.

Isso é uma questão chave para a campanha de reeleição em 2020. Os democratas rejeitam o muro, que chamam de desnecessário e ineficaz. A possível paralisação do governo assustou o mercado e ditou outro dia de perdas nos índices de Wall Street.

Com a paralisação, funcionários como agentes das fronteiras dos EUA e funcionários não essenciais - não serão pagos até o término da disputa. Os parques nacionais também são fechados a menos que o governo os declare essenciais.