Trump pede que governo iraniano não mate manifestantes

Protestos começaram depois que iranianos admitiram ter derrubado avião ucraniano. Presidente dos EUA reforçou que o mundo está de olho

Trump diz que EUA estão de olho no governo do Irã

Trump diz que EUA estão de olho no governo do Irã

Cristobal Herrera/EFE/03-01-20

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, reforçou na manhã deste domingo (12) o pedido para que o governo iraniano respeite os protestos e pediu para que o regime não mate o povo nas ruas.

Na noite de sábado, ele havia twittado em inglês e em farsi, língua oficial do país, avisando que o mundo estava de olho.

Os protestos começaram depois que o governo iraniano admitiu ter derrubado o avião ucraniano na quarta-feira (8), depois de dias negando envolvimento no acidente.

“Aos líderes do Irã, não matem seus manifestantes. Milhares já foram mortos ou presos por vocês, e o mundo está de olho. Mais importante, os Estados Unidos estão de olho. Ligue sua internet de novo e deixe os jornalistas navegarem livremente! Parem de matar o grande povo iraniano”, escreveu hoje.

Durante os protestos de ontem, manifestantes criticaram o governo por ter mentido para eles.

O presidente, Hassan Rohani, disse que o abate do avião foi um “erro imperdoável” e o líder supremo, Ali Khamenei, pediu rigor nas investigações e lamentou a tragédia, que deixou 176 mortos. Apesar do posicionamento do governo, a população segue insatisfeita.