Internacional Trump pede que seguidores evitem violência nos próximos dias

Trump pede que seguidores evitem violência nos próximos dias

Divulgado pela Casa Branca, pedido tem como objetivo evitar novos protestos às vésperas da posse de Biden

Trump afirmou que nem ele, nem os EUA, defendem a violência

Trump afirmou que nem ele, nem os EUA, defendem a violência

EFE/EPA/Samuel Corum

O presidente dos Estados Unidos em fim de mandato, Donald Trump, pediu para que os apoiadores não incorram em "violência" nem desobedeçam a lei nos próximos dias, em meio a informações sobre possíveis novos protestos armados dias antes da posse do mandatário eleito, o democrata Joe Biden.

"Diante das informações sobre novas manifestações, insisto para que não haja nada de violência, ninguém desobedeça a lei e nenhum vandalismo de nenhum tipo", declarou Trump em comunicado divulgado pela Casa Branca.

"Isso não é o que eu defendo, e não é o que os Estados Unidos defendem. Peço para que todos os americanos ajudem a diminuir as tensões a acalmar os ânimos. Obrigado", acrescentou o republicano.

Enquanto o breve comunicado era divulgado, a Câmara dos Representantes se preparava para acusar Trump formalmente por ter incitado apoiadores à insurreição na semana passada, resultando na invasão ao Capitólio.

Trump enviou mensagens contraditórias sobre o ataque ao Capitólio por parte de seus apoiadores: durante a invasão, os descreveu como "gente muito especial", mas, depois, tentou se distanciar deles e condenou a violência.

Na terça-feira, Trump evitou assumir qualquer tipo de responsabilidade pelo ocorrido e defendeu como "totalmente apropriado" o discurso feito antes da invasão ao Capitólio, no qual incentivou os seguidores a irem ao Congresso para protestar contra a certificação da vitória de Biden.

A nova mensagem de Trump chega dois dias após o FBI (polícia federal americana) advertir que apoiadores radicais de Trump planejam "protestos armados" previstos para todos os 50 estados do país entre os dias 16 e 20, quando Biden tomará posse.

Últimas