Trump sugere adiar eleição presidencial dos Estados Unidos

Atual presidente alega que há risco de fraude na votação; data das eleições é prevista na Constituição do país

Trump fala em risco de fraude, mas não apresenta provas

Trump fala em risco de fraude, mas não apresenta provas

Yuri Gripas / Pool via EFE - EPA - 23.7.2020

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, levantou nesta quinta-feira (30) a possibilidade de adiar a eleição presidencial marcada para novembro, apesar de a data estar escrita na Constituição do país.

Trump repetiu as alegações de que há fraude na votação pelo correio e levantou a questão de um adiamento, escrevendo em sua conta no Twitter: "Adiar a eleição até que as pessoas possam votar apropriadamente e com segurança???"

- Acompanhe a cobertura das eleições nos EUA no R7 -

Representantes da Casa Branca não responderam de imediato a pedidos por comentários.

Trump levantou dúvidas sobre a legitimidade da votação pelo correio, que foi usada amplamente em eleições primárias em meio à pandemia de coronavírus. Ele também fez alegações de que a votação será fraudada e se recusou a dizer se aceitará o resultado oficial da eleição caso seja derrotado.

Democratas, incluindo o candidato presidencial do partido Joe Biden, já iniciaram preparativos para proteger os eleitores e a eleição em meio a temores de que Trump tentará interferir no pleito marcado para 3 de novembro.