Twitter rotula publicação de Trump como 'mídia manipulada'

Em vídeo editado, presidente mostra duas crianças correndo com os dizeres 'criança foge de bebê racista'. Vídeo original mostra bebês se abraçando

Twitter classifica vídeo de Trump como 'manipulado'

Twitter classifica vídeo de Trump como 'manipulado'

Jonathan Ernst/Reuters - 29.5.2020

O Twitter colocou um rótulo de "mídia manipulada" em um vídeo publicado pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, na rede social na quinta-feira (19) que mostrou um clip de notícias editado com a mensagem "criança foge aterrorizada de bebê racista".

O vídeo original, que viralizou nas redes sociais em 2019, mostra uma criança negra e outra branca correndo em direção uma da outra e se abraçando. Ele foi publicado no ano passado no site da CNN com o título "essas duas crianças estão nos mostrando como se parecem melhores amigos na vida real".

O vídeo compartilhado na conta de Trump primeiro mostra a parte onde uma das crianças é vista correndo à frente da outra. Em determinado momento, aparece uma mensagem: "Bebê racista, provavelmente eleitor de Trump".

O vídeo tuitado, com mais de 15 milhões de visualizações e 180 mil retuítes até o momento da publicação da matéria, mostra então o vídeo original e afirma: "A América não é o problema. Fake news é o problema".

"Nós podemos rotular tuítes que contêm mídia sintética e manipulada para ajudar as pessoas a entenderem sua autenticidade e para fornecer contexto adicional", afirma o Twitter em uma explicação sobre suas políticas publicada em seu site.

O Twitter tem estado sob escrutínio crescente do governo Trump desde que checou as informações de um tuíte dele sobre votação por correio. A rede social também rotulou uma publicação de Trump sobre os protestos em Mineápolis como "glorificação da violência".