Rússia x Ucrânia

Internacional Ucrânia decreta mobilização geral contra invasão russa

Ucrânia decreta mobilização geral contra invasão russa

Medida afeta todas as pessoas sujeitas ao "serviço militar obrigatório e aos reservistas" que estiverem no país pelos próximos 90 dias

  • Internacional | Do R7, com informações da AFP

Volodimir Zelenski lamentou a falta de apoio em confronto contra a Rússia

Volodimir Zelenski lamentou a falta de apoio em confronto contra a Rússia

Handout/Ukraine Presidency/AFP - 24.2.2022

O presidente da Ucrânia, Volodimir Zelenski, anunciou nesta sexta-feira (25, data local, noite de quinta-feira no Brasil) a mobilização militar geral para contra-atacar a invasão russa, segundo decreto publicado em site oficial.

A medida afetará as pessoas sujeitas ao "serviço militar obrigatório e aos reservistas", e permanecerá em vigor durante 90 dias em todas as regiões da Ucrânia, diz o texto.

Na última terça-feira (22), Zelenski havia convocado todo o pessoal da reserva para treinamentos com o objetivo de enfrentar as milícias separatistas em Donetsk e Lugansk, no leste da Ucrânia. Entretanto, a ofensiva russa obrigou o presidente ucraniano a mudar seus planos.

Segundo Zelenski, o primeiro dia da invasão russa terminou com 137 ucranianos mortos e outros 316 feridos. Há informações da ataques russos nas regiões norte, leste e sul da Ucrânia em menos de 24 horas.

Em pronunciamento, Zelenski lamentou ter ficado "sozinho" contra a Rússia, que possui o segundo maior contingente militar do mundo, atrás apenas dos Estados Unidos. O presidente Joe Biden, por sua vez, afirmou que tropas americanas não pisarão em solo ucraniano para lutar contra russos.

A imagem foi removida

Últimas