Internacional Última vítima fatal de desabamento na Flórida é identificada

Última vítima fatal de desabamento na Flórida é identificada

No total, foram retirados dos escombros os restos mortais de 98 pessoas que estavam no prédio no dia da tragédia

  • Internacional | Do R7

Estelle Hedaya, a última vítima identificada

Estelle Hedaya, a última vítima identificada

Ivonne Malaver/EFE

A última vítima que estava desaparecida após o desabamento de um prédio na Flórida foi identificada nesta segunda-feira (26). As informações foram publicadas pela CBS Miami.

Após quatro semanas de espera, os familiares de Estelle Hedaya, de 54 anos, tiveram a confirmação de sua morte. O irmão mais novo, Ikey Hedaya, forneceu amostras de DNA para que as autoridades fizessem a análise.

No total, foram contabilizadas 98 vítimas fatais no desastre. A maioria eram de pessoas de origem latina que viviam no edifício, como cubanos, colombianos e porto-riquenhos. 

As buscas foram encerradas pelos bombeiros na última sexta-feira (23). As equipes de resgate trabalharam diversos dias sob o risco de um novo desabamento e enfrentando focos de incêndio entre os escombros.

As causas do desabamento ainda estão sendo investigadas. Dias após o ocorrido, foi revelado um relatório feito por um engenheiro contratado pelo condomínio que alertou sobre a necessidade de uma reforma já em 2018.

Segundo o documento, havia problemas estruturais no prédio, como rachaduras em vigas e em paredes na área do estacionamento próximo da piscina do prédio.

As famílias ainda discutem o que deve ser feito com o terreno onde aconteceu o desabamento. Algumas querem que seja construído um memorial, outras querem que um novo prédio seja construído no local e há ainda a possibilidade de vender o espaço pelo valor de mercado, cerca de 100 milhões de dólares, aproximadamente R$ 550 milhões. 

Últimas