Internacional União Europeia pede libertação do navio britânico retido pelo Irã

União Europeia pede libertação do navio britânico retido pelo Irã

Alta representante da UE, Federica Mogherini, afirmou que acontecimento dificulta o trabalho para encontrar uma maneira de resolver as atuais tensões

UE pede libertação imediata do navio britânico retido pelo Irã

Navios foram retidos no estreito de Ormuz

Navios foram retidos no estreito de Ormuz

EPA/Tasnim News Agency/EFE - 20.7.2019

A alta representante da União Europeia (UE) para a Política Externa, Federica Mogherini, pediu neste sábado (20) ao Irã a libertação imediata do petroleiro britânico Stena Impero, retido no estreito de Ormuz, para evitar que aumente ainda mais a tensão na região.

"A captura de dois navios por parte das autoridades iranianas no estreito de Ormuz é causa de profunda preocupação", afirmou em comunicado uma porta-voz de Mogherini.

Segundo disse, "este acontecimento traz o risco de continuar agravando uma situação já tensa e dificulta o trabalho para encontrar uma maneira de resolver as atuais tensões".

O Stena Impero, com bandeira britânica e pertencente à empresa Stena Bulk, perdeu o contato com o seu operador ontem à tarde depois de receber o aviso de que várias embarcações não identificadas e um helicóptero se aproximavam do petroleiro.

Outro petroleiro, o Mesdar, de bandeira liberiana, conseguiu ontem restabelecer contato com o seu operador britânico e continuou sua viagem por Ormuz, após ter sido abordado por guardas armados iranianos.

"Pedimos a libertação imediata do navio e da sua tripulação, e que haja contenção para evitar mais tensões", insistiu Mogherini, que também ressaltou que "a liberdade de navegação deve ser respeitada o tempo todo".

Teerã relacionou a retenção do Stena Impero com a do petroleiro iraniano Grace I, capturado há mais de uma semana em Gibraltar sob a suspeita de que transportava petróleo para a Síria, violando sanções impostas pela UE.