Crise na Venezuela
Internacional Venezuela detém tio de Juan Guaidó em aeroporto de Caracas

Venezuela detém tio de Juan Guaidó em aeroporto de Caracas

Ministro diz que homem está detido 'por embarcar com substâncias proibidas'; ele acompanhava líder da oposição em tour internacional

venezuela guaidó

Guaidó retornou a Venezuela na terça (11) e foi recebido com protestos

Guaidó retornou a Venezuela na terça (11) e foi recebido com protestos

Rayner Peña / EFE - 11.2.2020

Autoridades da Venezuela detiveram o tio do líder opositor Juan Guaidó depois que os dois homens chegaram ao principal aeroporto de Caracas, disse o vice-presidente do Partido Socialista governista, Diosdado Cabello, na quarta-feira (12).

Juan José Márquez, que estava com Guaidó ao voltar para a Venezuela na terça-feira após uma turnê internacional de três semanas, passou pela "alfândega normalmente, e quando estava prestes a sair... foi detido para uma suposta revista da Seniat", escreveu a assessoria de imprensa de Guaidó no Twitter. A Seniat é a agência nacional tributária da Venezuela.

VEJA TAMBÉM: Sanções dos EUA a empresa aérea acirraram hostilidade contra Guaidó

"Ele está detido, não desapareceu à força, está detido por embarcar em um voo com substâncias proibidas", disse Cabello em seu programa de televisão semanal na noite de quarta-feira.

Detido e aguardando julgamento

Depois ele mostrou imagens de um colete à prova de balas e um suposto material explosivo que disse pertencerem a Márquez, e disse que este também levou um arquivo eletrônico com informações sobre "operações contra a Venezuela".

A esposa de Márquez, Romina Botaro, disse que o marido é um piloto de avião que não tem nada a ver com política.

A parlamentar de oposição Delsa Solorzano disse que a audiência de Márquez começou na noite de quarta-feira em um tribunal próximo do aeroporto nos arredores de Caracas e que ele está sendo representado por advogados particulares.

Cabello disse que Márquez não será libertado e mostrou uma foto da identidade venezuelana de Guaidó cortada, dizendo que ela foi confiscada no aeroporto.

EM VÍDEO: Guaidó é hostilizado no aeroporto em sua volta à Venezuela

_