Internacional Venezuelano mata a mãe em ritual para salvar Chávez do câncer

Venezuelano mata a mãe em ritual para salvar Chávez do câncer

Homem assassinou, mutilou e queimou o corpo da mulher de 80 anos

  • Internacional | Do R7

O crime comoveu a vizinhança

O crime comoveu a vizinhança

Reprodução/ El Universal

A popularidade do líder venezuelano, Hugo Chávez, que desde o dia 10 de dezembro está em Cuba para tratar um câncer, chegou a um extremo mórbido. José Alberto Alviárez, de 40 anos, na madrugada da última segunda-feira (14), matou a mãe, Eduvina Alviárez Suárez, de 80 anos, supostamente para ajudar a recuperação do presidente adoecido, conforme reportou o jornal local El Universal.

O crime ocorreu na cidade venezuelana de Independencia, no Estado de Táchira. Segundo a polícia, o homem golpeou fortemente a cabeça da mãe. Em seguida, ele cortou as mãos e braços da vítima e, por fim, colocou fogo no corpo dela.

As autoridades chegaram ao local do crime, na manhã da segunda-feira, após a denúncia dos vizinhos.

Chávez está feliz por ver país caminhando

Nomeação de novo ministro venezuelano contém assinatura de Chávez, diz imprensa

Opositor exige que Chávez apareça e fale com população venezuelana

O homem foi preso e teve que ser atendido por um centro de saúde, pois também sofreu queimaduras durante o ato macabro.

A vizinhança alegou que José Alberto não havia manifestado qualquer radicalismo político anteriormente.

A maioria das pessoas descreveu o criminoso como sendo um homem trabalhador e tranquilo. Todos na região estão surpresos com o ocorrido.

O que acontece no mundo passa por aqui

Últimas