Internacional Fábrica soviética vira palco para peça de Shakespeare

Fábrica soviética vira palco para peça de Shakespeare

Companhia de teatro reinventou a história de amores cruzados de 'Romeu e Julieta' ao interpretá-la em antigos galpões

Uma companhia de teatro na cidade ucraniana de Ivano-Frankivsk reinventou a história de amores cruzados de 'Romeu e Julieta', de William Shakespeare, ao interpretá-la em galpões industriais de uma fábrica soviética.

"Tivemos a ideia de transformar 'Romeu e Julieta' em uma apresentação pós-apocalíptica. Esta locação é extremamente difícil, mas serve perfeitamente para ilustrar a colisão de espiritualidade, fé celestial e amor de Romeu e Julieta, além do mundo que os cerca e o mundo atual também", diz o diretor da peça, Rostyslav Derzhypilsky

A peça é adaptada para o ambiente industrial. A famosa cena da sacada ocorre em uma torre de vigilância e a briga entre Teobaldo e Mercúcio começa dentro de uma grande jaula

"Quando entrei neste lugar pela primeira vez, fiquei realmente assustado. É uma grande locação. É assustador se perder aqui. Mas há tanto desvantagens como vantagens nisso. De um lado, a locação engole o ator. É difícil não se perder dentro desse cenário colossal, entre as pessoas. Mas por outro lado, a locação valoriza o conceito performático e as emoções dos atores. Uma zona fria, enorme, escadas – todos esses elementos fortalecem os sentimentos do ator", diz o ator Oleh Panas.

Últimas