Protesto no Chile contra governo reúne 1 milhão de pessoas

A maior manifestação popular ocorrida no Chile desde o fim da ditadura comandada por Augusto Pinochet reuniu em diversas ruas da capital Santiago pelo menos 1 milhão de pessoas nesta sexta-feira, quando se completa uma semana do início dos protestos contra o governo e a desigualdade social no país.

Apesar de a manifestação ter sido marcada para as 17h (horário local e em Brasília), a imensa Praça Itália, ponto nevrálgico da maior onda de protestos da história democrática do Chile, já estava lotada cerca de uma hora antes, enquanto milhares de pessoas que seguiam para o local tentavam com muita dificuldade percorrer as avenidas próximas, também cheias.