Internacional Sendero Luminoso mata 16 pessoas no Peru, afirmam autoridades

Sendero Luminoso mata 16 pessoas no Peru, afirmam autoridades

Grupo considerado terrorista pelo governo peruano queimou alguns dos corpos até deixá-los irreconhecíveis

Militantes do grupo insurgente Sendero Luminoso mataram ao menos 16 pessoas, incluindo duas crianças, em uma região remota do Peru conhecida pela produção de coca e queimaram alguns dos corpos até deixá-los irreconhecíveis, afirmaram na segunda-feira (24) as Forças Armadas do país andino. 

No local havia panfletos que instavam os peruanos a não votar no 2º turno da eleição presidencial de 6 de junho.

O Sendero Luminoso, considerado terrorista pelo governo, foi responsável pela morte de quase 70 mil pessoas nos anos 1980. Atualmente o grupo mantém vínculos com traficantes de drogas.

A matança ocorreu em uma região conhecida como VRAEM, que produz 75% da cocaína no país. As Forças Armadas do Peru prometem a segurança da eleição que terá o socialista Pedro Castillo enfrentando a conservadora Keiko Fujimori.

Últimas