Internacional Talibãs culpam os Estados Unidos pelo caos no aeroporto de Cabul

Talibãs culpam os Estados Unidos pelo caos no aeroporto de Cabul

Os insurgentes que tomaram o poder no Afeganistão culparam os Estados Unidos pela situação no aeroporto de Cabul. Multidões estão no local para tentar fugir do país

Os talibãs responsabilizaram, neste domingo, os Estados Unidos pelo caos no aeroporto de Cabul, onde milhares de afegãos tentam desesperadamente pegar um avião e fugir do país.

Desde que entraram em Cabul no domingo passado, os talibãs deixaram o aeroporto nas mãos dos Estados Unidos, que agora acusam de fracassarem em impor ordem no local.

Embora esse movimento islâmico se esforce para prometer uma versão mais moderada de seu regime brutal de 1996 a 2001, milhares de afegãos aterrorizados continuam tentando fugir pelo aeroporto.
Em meio ao caos, sete pessoas morreram entra a multidão, disse o Ministério da Defesa britânico no domingo, sem especificar se foi um único incidente ou vários.

Para "garantir retiradas seguras e evitar uma crise humanitária", os líderes do Grupo dos 7 países mais ricos, vão realizar uma reunião virtual na terça-feira.

Os Estados Unidos, que têm milhares de soldados protegendo o aeroporto, estabeleceram 31 de agosto como prazo para concluir as evacuações.

Mas há 15 mil americanos e entre 50 mil a 60 mil afegãos que precisam ser retirados.

Desde 14 de agosto, cerca de 25.100 pessoas foram retiradas do Afeganistão a bordo de aviões militares dos EUA e aliados, de acordo com a Casa Branca.

O chefe de política externa da União Europeia, Josep Borrell, afirmou que é matematicamente impossível retirar  60 mil pessoas até o final do mês.

Últimas