Novo Coronavírus

Internacional Vinte pacientes com covid morrem por falta de oxigênio na Índia

Vinte pacientes com covid morrem por falta de oxigênio na Índia

Aumento no número de casos sobrecarregou hospitais, que pedem que autoridades aumentem cota de suprimentos

  • Internacional | Da EFE, com R7

Cerca de 20 pacientes com covid-19 morreram após ficar sem oxigênio

Cerca de 20 pacientes com covid-19 morreram após ficar sem oxigênio

Adnan Abidi/Reuters - 24.4.2021

Cerca de 20 pacientes com covid-19 morreram em um hospital de Nova Déli, na Índia, devido à falta de oxigênio sofrida na capital indiana, em meio a uma segunda onda agressiva de casos de coronavírus que deixou o sistema de saúde em crise.

"Vinte pacientes Covid-19 morreram no hospital quando os níveis de oxigênio acabaram na noite passada. Estamos ficando sem estoque porque a pressão do oxigênio caiu ainda mais esta manhã", disse o diretor do hospital Jaipur Golden à EFE, DK Baluja.

Nova Déli vive uma situação crítica em seus hospitais devido a problemas no fornecimento de oxigênio, abaixo das necessidades da cidade, desencadeados pelo rápido aumento dos casos de coronavírus.

Durante a última semana, o chefe de governo da capital nacional, Arvind Kejriwal, pediu ao governo nacional que aumentasse a cota de oxigênio que corresponde à cidade para evitar que a tragédia se agrave.

Embora o governo do primeiro-ministro Narendra Modi tenha anunciado um aumento na cota há quatro dias, os hospitais continuam a pedir ajuda às autoridades para aumentar a oferta.

Como a pressão do oxigênio continua a cair no Jaipur Golden, "quase 200 pacientes no hospital precisam de suporte de oxigênio. Cerca de 35 estão na unidade de terapia intensiva", disse Baluja.

Vários hospitais têm utilizado as redes sociais para solicitar ajuda às autoridades e mostrar a contagem regressiva de suas reservas de oxigênio, da qual dependem centenas de pacientes.

"Socorro urgente. Temos menos de 2 horas de suprimento de oxigênio no Hospital Moolchand. Estamos desesperados, tentamos todos os números de telefone dos centros oficiais, mas não conseguimos contato. Temos mais de 135 pacientes com covid-19 e muitos em apoio vital”, publicou esta manhã o hospital Moolchand Healthcare.

De acordo com a Moolchand, uma rede de hospitais privados na Índia, "o tsunami de casos em Déli causou estragos no sistema de saúde que estava se recuperando da primeira onda da covid-19".

Somente a capital indiana registrou mais de 24 mil casos no último dia, e mantém mais de 92 mil pessoas com a doença ativa, o que representa um grande ônus para o sistema público e privado.

Com 16,6 milhões de casos acumulados até o momento e 189.544 mortes no total, o segundo país mais populoso do mundo vive o pior momento da doença, com mais do que o dobro dos casos e óbitos registrados no pico da primeira onda, segundo a dados oficiais.

Últimas