Novo Coronavírus

Internacional Wall Street Journal destaca crescimento e pandemia no Brasil

Wall Street Journal destaca crescimento e pandemia no Brasil

Jornal norte-americano ressaltou que a economia brasileira voltou aos patamares de 2019 por conta da agricultura e auxílios

  • Internacional | Do R7

Jornal destaca recuperação econômica do Brasil em meio à pandemia

Jornal destaca recuperação econômica do Brasil em meio à pandemia

Reprodução

O Wall Street Journal, um dos principais veículo do jornalismo econômico mundial, destacou em uma de suas capas da última semana a recuperação da economia brasileira, que cresceu 1,2% no último trimestre e voltou aos níveis de 2019. O veículo também ressalta, no entanto, os problemas causados pela pandemia do novo coronavírus no país.

Leia também: Economia brasileira cresce no 1º tri e volta ao patamar pré-pandemia

Com o título "A economia do Brasil se recupera enquanto a covid-19 ainda se alatra", o jornal publicou uma foto de consumidores nas ruas de São Paulo na capa da edição da última quarta-feira (2). A reportagem destaca a retomada no consumo, causada especialmente por conta dos auxílios concedidos à população.

"As pessoas estão saindo, gerando PIB, mas ao custo da saúde pública, como vimos com os números da covid", disse ao WSJ o economista Alberto Ramos, da Goldman Sachs. Ele destacou que o crescimento foi ajudado pela demanda reprimida e que o país ainda não conseguiu se diversificar economicamente.

"Precisamos crescer do jeito difícil, por meio de investimento e aumento da produtividade, e isso tem sido um desafio para o Brasil", afirmou ele.

O setor agrícola é apontado como um dos principais responsáveis pelo resultado, com um crescimento de 5,7% com relação ao trimestre anterior, além de um aumento de 4,6% nos investimentos.

Outro fator importante foi a concessão dos auxílios, de acordo com o WSJ, que afirma que foram o equivalente a 8,3% dos gastos do governo. Isso ajudou o país a fechar 2020 com uma queda de 4,1% no PIB, metade da redução vista nos países da América do Sul.

Últimas