Rússia x Ucrânia

Internacional Zelenski afirma que 'apenas a diplomacia' encerrará guerra na Ucrânia

Zelenski afirma que 'apenas a diplomacia' encerrará guerra na Ucrânia

Governo ucraniano disse que as negociações com Moscou estão 'em espera' e que os russos não parecem compreender a situação

AFP

Resumindo a Notícia

  • Presidente ucraniano fez a declaração em entrevista a um canal de televisão
  • Rússia acusa a Ucrânia de 'total falta de vontade' de negociar o fim do conflito
  • Várias reuniões entre representantes dos países já aconteceram, mas não houve resultados
  • Depois de não conseguirem tomar Kiev, tropas russas se concentram no leste da Ucrânia
Presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski fala durante sessão do Parlamento, em Kiev

Presidente da Ucrânia, Volodmir Zelenski fala durante sessão do Parlamento, em Kiev

Reuters - 03.05.2022

A guerra na Ucrânia só pode ser encerrada por meios "diplomáticos", disse o presidente ucraniano Volodmir Zelenski neste sábado (21), embora as negociações entre Moscou e Kiev estejam em um impasse.

"O fim [do conflito] será diplomático", disse ele, em entrevista a um canal de televisão ucraniano. "A guerra será sangrenta, haverá combates, mas definitivamente terminará por meio da diplomacia", disse o líder.

"Há coisas que só podemos conseguir na mesa de negociações. Queremos que tudo volte [a ser como era antes], algo que a Rússia não quer", acrescentou, sem dar mais detalhes.

Na última terça-feira (17), Mijailo Podoliak, um assessor do presidente ucraniano, disse que as negociações entre Moscou e Kiev estavam "em espera" e que o governo russo não mostrava sinais de "compreensão" da situação.

No dia seguinte, a Rússia acusou a Ucrânia de uma "total falta de vontade" de negociar o fim do conflito, que começou em 24 de fevereiro.

Até o momento, foram realizadas várias reuniões entre negociadores de ambos os lados, mas elas não produziram resultados concretos. A última, entre os chefes de delegações, ocorreu em 22 de abril, segundo agências russas.

Depois de não conseguirem tomar Kiev e sua região, as tropas russas estão agora concentrando seus esforços em uma ofensiva no leste da Ucrânia.

Últimas