Augusto Nunes: dinheiro gasto na Copa faz falta nos hospitais

O jornalista Augusto Nunes comenta os investimentos na saúde pública dos governos de Lula. Em 2014, o ex-presidente se mostrou indignado com aqueles que se espantavam com os muitos bilhões de reais desperdiçados na Copa do Mundo e que poderiam ser investidos no SUS. Cada assento do estádio Mané Garrincha custou aos pagadores de impostos US$ 11.500, valor que permitiria comprar um respirador hospitalar para a rede pública de saúde.

Confira nas multiplataformas do Jornal da Record os quatro boletins diários que vão ao ar também na Record TV e ainda uma versão exclusiva para o digital.