Boletim JR 24H Anvisa analisa novos pedidos de importação de vacinas russa e indiana contra o coronavírus

Anvisa analisa novos pedidos de importação de vacinas russa e indiana contra o coronavírus

Os imunizantes Sputnik e Covaxin já tiveram os pedidos de importação negados

A Anvisa analisa nesta sexta-feira (4) novos pedidos de importação de vacinas contra o coronavírus produzidas pela Rússia e pela Índia. O imunizante russo Sputnik já teve o pedido negado três vezes, mas o consórcio de governadores do Nordeste comprovou a segurança da vacina. O plano é importar 65 milhões de doses. Já o governo federal pretende importar 20 milhões de dose do imunizante indiano Covaxin, que também teve o pedido de importação negado porque o laboratório que o produz não obteve o chamado certificado de boas práticas. Nesta edição do Boletim JR 24 Horas, veja também: São Paulo faz mutirão neste sábado (5) para aplicação da segunda dose da vacina em pessoas que perderam o prazo.

Últimas