Boletim JR 24H Bate-boca no tribunal interrompe terceiro dia de julgamento dos réus da boate Kiss

Bate-boca no tribunal interrompe terceiro dia de julgamento dos réus da boate Kiss

Discussão aconteceu entre testemunha, advogado de um dos réus e o juiz

Um bate-boca marcou o terceiro dia de julgamento dos quatros réus da boate Kiss. A discussão teve início durante o depoimento de Daniel Rodrigues, gerente da loja de fogos de artifício que vendeu o artefato usado na boate. O advogado do réu Luciano Bonilha, que comprou o artefato, afirmou que a atividade do estabelecimento era ilegal. O juiz já alertou o advogado de defesa que, na próxima, ele será retirado do tribunal.

Veja também nesta edição do Boletim JR 24H: Ministério da Saúde reafirma que a nova cepa do coronavírus não é motivo de desespero.

Últimas