Boletim JR 24H Combustíveis acumulam alta mesmo com medidas para reduzir preços

Combustíveis acumulam alta mesmo com medidas para reduzir preços

O diesel teve o maior aumento desde janeiro, com alta de 20%

O consumidor ainda não sentiu no bolso as medidas que tentam baratear o preço dos combustíveis nos postos. Um levantamento do jornalismo da Record TV aponta que o valor médio do diesel subiu 20% desde janeiro. Com base na pesquisa feita pela Agência Nacional do Petróleo, o preço médio do botijão de gás está quase 11% mais caro. Por último e menos drástica, a gasolina, pesquisada em quase 20 mil postos pelo país, subiu quase 8,5%. O etanol se manteve no mesmo patamar, com queda 0,4%. Mesmo com a baixa da cotação do dólar, a isenção de tributos federais, estipulação da tarifa única e congelamento de impostos, os resultados ainda não foram sentidos nas bombas.
Veja ainda nesta edição do Boletim JR 24H: Suécia e Finlândia discutem entrada na Otan, medida que reforça cerco à Rússia.

Últimas