Boletim JR 24H Doze policiais envolvidos na operação que matou grávida no Rio são afastados

Doze policiais envolvidos na operação que matou grávida no Rio são afastados

A polícia nega que havia uma operação no Complexo do Lins quando a jovem foi baleada

Doze policiais envolvidos na ação que terminou com a morte da jovem Kathlen Romeu, na Zona Norte do Rio, foram afastados. A vítima estava grávida de quatro meses quando foi baleada no Complexo do Lins. Além da Polícia Civil, a corregedoria da PM abriu um procedimento para investigar a conduta dos agentes que foram afastados. Cinco deles já prestaram depoimentos. A polícia nega que havia uma operação na comunidade quando a jovem foi morta por um tiro de fuzil. Veja também nesta edição do Boletim JR 24H: Brasil volta a ocupar cadeira no Conselho de Segurança da ONU.

Últimas